Relaxamento profundo para controlar o medo e a ansiedade

O YOGA NIDRA É UMA TÉCNICA QUE ENVOLVE COMPLETAMENTE A MENTE NOS SENTIDOS E NO MOMENTO PRESENTE, DENTRO DO CORPO, O QUE FACILITA O RELAXAMENTO.* QUER EXPERIMENTAR? OFERECEMOS UMA PRÁTICA GUIADA!

Em tempos de corona vírus, estar saudável, tranquilo e em controle da própria ansiedade tornou-se cada vez mais uma prioridade em nossas vidas. O Yoga Nidra, que significa, literalmente, sono yóguico é uma técnica milenar que facilita a chegada a um estado de relaxamento profundo, que auxilia na redução do o estresse e da ansiedade.

O Yoga Nidra é um processo composto de várias etapas, que visa à integração entre corpo, mente e espírito. A sua raiz vem da tradição tântrica, cuja forma original era chamada de Nyasa, que significa “colocar”.

No Tantra, o corpo físico é transformado num veículo sagrado para a espiritualidade, e na prática tântrica busca-se um envolvimento total do indivíduo e todos os seus sentidos nesse processo de transformação espiritual.

No Yoga Nidra, a mesma abordagem de utilização de todos os nossos canais de comunicação – tato, percepção, visão, audição, fala e o sentido cinestésico do movimento – é uma parte importante para induzir o relaxamento.

Ao guiar a atenção do praticante por cada parte do corpo, o resultado é uma total ocupação da mente no processo de Yoga Nidra, dando espaço para que uma redução, ou eliminação, de padrões habituais de opinião e pensamento aconteça.

A redução desses padrões limitantes de pensamento é um elemento chave no processo de relaxamento assim como no processo geral de cura.

O relaxamento e estímulo são governados pelo sistema nervoso autônomo. O sistema nervoso parassimpático governa o relaxamento e a regeneração, enquanto o sistema nervoso simpático governa o estímulo e a resposta de luta ou fuga.

A resposta de luta ou fuga pode ser provocada por uma ameaça real ou por padrões habituais de pensamento existentes na mente. Esses padrões de pensamento podem ser inconscientes, como no caso de ansiedade, onde há um sentimento generalizado de medo e de ameaça.

Ao envolver, totalmente, a mente nos sentidos, no momento presente e dentro do corpo, a atividade do sistema nervoso simpático pode ser reduzida e o relaxamento finalmente acontece.

Em termos de cura, o Yoga Nidra oferece um outro benefício importante – a mente consciente funciona como uma guardiã dos níveis mais profundos do subconsciente e do inconsciente do nosso ser.

Ao envolver todos os canais de comunicação, o Yoga Nidra mantém a guardiã ocupada e permite que as mensagens de cura enviadas, através das afirmações do Yoga Nidra, alcancem a mente subconsciente e inconsciente.

 

Quer experimentar um Yoga Nidra? Abaixo a nossa querida professora Cássia Dayrell Caixeta, coordenadora do curso de Formação de Professores de Yoga Integrativa no Centro de Yoga Montanha Encantada, nos guia por uma jornada de relaxamento profundo.

A prática tem duração de aproximadamente 30 minutos. Encontre um momento do dia tranquilo e espaço silencioso para praticar. Pode praticar também antes de dormir.

Deite-se numa posição confortável, de barriga para cima, com os braços ao longo do corpo e com as palmas das mãos voltadas para cima. Se precisar, coloque uma almofada debaixo dos joelhos para suavizar a lombar.

 

 

 

*Texto adaptado da apostila do curso “Expandindo os seus Horizontes como Professor de Yoga” – Capítulo sobre Yoga Nidra

Fundamentos da Meditação

Assim como as profundezas do mar continuam calmas mesmo com as tempestades passando na superfície de suas águas, no nível mais profundo estamos sempre em um estado de meditação.

Entretanto, não estamos conscientes deste estado.

As técnicas de meditação servem para criar condições para enxergar a meditação que está sempre acontecendo. O estado de meditação é constatação de nossa verdadeira natureza.

As técnicas de meditação abrem portas para essa experiência da seguinte maneira:

I. Acalmam a turbulência da superfície do mar para que possamos ficar conscientes da serenidade que existe nas profundezas.

II. Direcionam a mente, que está naturalmente sempre em movimento, a um ponto fixo.

III. Esse ponto fixo é um treinamento inicial para mente e para o sistema nervoso. Com o tempo, torna-se um portal para a nossa própria natureza que é Una e Integrada.

IV. Identificam e dissolvem os bloqueios internos que limitam nossa experiência de meditação. Esses bloqueios estão sempre na forma de crenças profundas, como por exemplo: “Eu preciso que alguém me ame para que eu possa ser feliz”.

V. A meditação reforça qualidades como paz, serenidade, amor e plenitude. Uma vez realizado o Ser Real, estas qualidades tornam–se, expressões e reflexos naturais de nosso Ser.

VI. Dá-nos vislumbres da experiência de nossa natureza verdadeira na forma de bem-aventurança, experiências de luz, sons sutis e de Siddhis como; clarividência.

A prática de meditação nos conduz à um estado de meditação, onde não existe mais técnicas, onde as técnicas se dissolvem, sendo um estado totalmente sem esforço.

fudamentos-meditacao1No entanto, para chegar a este estado. precisamos de muita prática. Os Yoga Sutras e a Bhagavad Gita dizem que a meditação é um equilíbrio entre Abhyasa (esforço) e Vairagya (entrega). Abhyasa serve para dissolver o poder dos condicionamentos. Vairagya serve para enxergar-mos a nossa própria natureza como plenitude.

O fruto da meditação deveria ser sentido durante a prática e ao longo do dia em medidas iguais.

E porquê precusamos de prática, disciplina e esforço? Porque insistimos em buscar, no mundo externo, a felicidade, o amor, a segurança, etc.

No momento em que percebemos que a nossa natureza já é de plenitude e que a felicidade vem de dentro para fora, os movimentos da mente ainda continuam, por algum tempo, devido à influência dos condicionamentos, mas a realização na meditação estará garantida.

A experiência final da meditação é de Sat Chit Ananda.

Sat – Verdade. Consciência inconfundível de nosso Ser Real. / Chit – Consciência da infinitude de nosso Ser Real. / Ananda – Consciência da Felicidade ilimitada do Ser Real.