Unificando as Definições do Yoga

Ação consciente é a capacidade de enxergar claramente quem não somos (a personalidade condicionada) e quem somos (o verdadeiro Ser ilimitado). A ação consciente é expressada momento a momento na vida diária, através do testemunho consciente, observando os padrões e tendências psicoemocionais, sem reprimir, reagir inconscientemente ou identificá-los como “eu” e “meu”.

A ação consciente também é o respeito pelos nossos próprios padrões e tendências, reconhecendo que eles estão profundamente enraizados e, portanto, não são liberados com rapidez e facilidade.

Trabalhar com esses padrões com habilidade toma tempo, paciência e compaixão por si mesmo e pelos outros, pois confrontar crenças limitantes com muita força pode acabar dando-lhes ainda mais força ou acabar fazendo com que elas se escondam ainda mais profundamente.

A ação consciente, portanto, abrange aceitação e respeito por nossa própria história, reconhecendo que cada passo, não importa quão doloroso, faz parte de nossa jornada de despertar. Ação consciente é também a integração de qualidades positivas, como amor, compaixão e generosidade na vida diária, de modo que sempre que a negatividade surgir, fazemos exatamente o oposto do que seria a nossa tendência inicial.

Essa ação consciente no cotidiano permite-nos ver com absoluta clareza que o nosso propósito e realização nunca serão encontrados no nível da personalidade, mas apenas através da união com o nosso Ser Real.

A ação consciente naturalmente leva à equanimidade, que é destacada na próxima definição de Yoga, no Bhagavad Gita 2.48:

 

Próxima

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *